Como proteger as crianças do sol?

Protetor solar

Olá Doutora, ontem falamos acerca de viagem e hoje fiquei com dúvidas em relação a protetor solar, devo levar? Que fator? Pode passar na Duda de 4 meses? E para a Cacau, levo fator 15, 30 ou 50? Que tipo? Ah, tantas dúvidas!

Olá Carla, ótimos questionamentos! Primeiramente parabenizo pela preocupação quanto a proteção das suas crianças, a fotoproteção nunca foi tão importante! E digo fotoproteção pois não é só o protetor solar que protege a pele da radiação solar, são diversas medidas que podemos utilizar, todas muito importante para a saúde dos nossos pequenos. 

Pois é Doutora, fico muito preocupada pois sei que ficar no sol sem proteção pode dar até câncer de pele, é verdade mesmo? O que mais pode dar?

É verdade sim, Carla.  Se expor ao sol não tomando os cuidados devidos pode ocasionar:

  • Câncer de pele (de diferentes tipos)
  • Queimaduras de diversos graus
  • Alterações na pele como manchas, sardas, envelhecimento precoce, etc.

Infelizmente quando essas afecções surgem já é muito tarde para reverter, já que o dano que a radiação solar causa é acumulativo ao longo do tempo. Acredita que aproximadamente 50% da radiação recebida na vida toda ocorre durante os primeiros 18 anos? E isso acontece porque as crianças passam grande parte do dia em ambientes externos expostas ao sol e por possuírem uma pele mais sensível.  Por exemplo, uma queimadura solar com bolha na infância, dobra o risco de ela ter um tipo de câncer maligno (melanoma) na vida adulta.

Por outro lado, a boa notícia é que o uso adequado dessas medidas, principalmente do protetor solar, apresentou uma redução enorme no surgimento de alguns tipos de câncer de pele, então, fotoproteção neles! rsrs

Você mencionou que o protetor solar é só uma das medidas de fotoproteção, quais seriam as outras então?

Captura de Tela 2015-01-18 às 16.50.17As principais medidas de comportamento seguro em relação ao sol seriam:

  • Evitar o bronzeamento (reforçar isso principalmente para os adolescentes!)
  • Se expor ao sol nos horários indicados (antes das 10hrs e depois das 16hrs!)
  • Usar roupas protetoras e chapéu (de preferência com abas grandes)
  • Procurar a sombra 
  • Utilizar óculos de sol com proteção contra a UV
  • Educar e conscientizar as crianças sobre os riscos e cuidados

Mas por exemplo a Duda que só tem 4 meses de idade, ja pode usar protetor solar?

O protetor solar só é liberado para crianças maiores de 6 meses, portanto no caso da Duda teríamos que utilizar essas outras medidas que eu citei para a proteção solar. É muito importante o cuidado com o sol, principalmente por nessa idade terem a pele muito sensível.

Dos 6 meses aos 2 anos, o ideal é utilizar protetores especiais para as crianças. Na hora da compra, verifique se a fórmula é infantil e se é liberado pela ANVISA.

Após os dois anos elas já podem utilizar os mesmos protetores dos pais, mas no mercado já tem diversas versões “Kids” que possuem alguns atrativos para estimular o uso, como por exemplo cheiros e cores diferentes.

E qual fator devo usar? Tem algum tipo especial recomendado de protetor?

Sempre fator de proteção solar (FPS) deve ser maior ou igual a 30 (inclusive para adultos)! Nunca menor! Se a pele for muito branquinha, pode até ser preciso valores maiores mesmo! 

Uma observaçāo a se fazer é que os produtos que contém repelentes associados a protetores solares não são consideradas adequados, pois um poder influenciar a eficácia do outro, além de que os tempos de reaplicação são diferentes podendo comprometer a proteção esperada.
 Recentemente a Proteste avaliou os filtros solares no mercado e o resultado não foi dos melhores, fique de olho no produto que for comprar!

Qual então seria os horários ideais de exposição ao sol?

Independente da idade, devemos evitar o sol no período entre 10 e 16 horas, pois é nesse momento que temos os maiores índices de radiação ultravioleta (UV).

Uma dica prática para ajudar nesse cuidado é a REGRA DA SOMBRA, ou seja, quanto menor é a sombra da criança, mais DANOSO é. Em outras palavras: se a sua sombra no chão for menor que você, fuja do sol! Essa é uma ótima dica prática que já vira brincadeira para ensinar as crianças a se cuidarem.

Tem alguma orientação especifica sobre como passar o protetor solar?

Captura de Tela 2015-01-18 às 16.50.05

  • Sempre que possível, passe o protetor em casa. De preferência, a criança deve estar sem roupa para que nenhuma parte seja esquecida.
  • Faça a aplicação de área por área e lembre-se das dobras, das orelhas, da nuca e do peito do pé (quase sempre esquecidos rsrs).
  • A reaplicação do filtro deve ser feita a cada 2 horas de exposição solar ou sempre após a saída da água ou suor excessivo.
  • Aguarde cerca de 15 minutos antes do início da exposição ao sol e 30 minutos antes da imersão na água.
  • Idealmente deve-se aplicar uma segunda camada para garantir a quantidade adequada do protetor
  • Em dias nublados ou não tão quentes, também é preciso passar o protetor. O mormaço também queima.
  • E não se esqueça, embaixo da água o sol também queima.

 

As vezes eu leio no rótulo dos produtos aqueles nomes “UVA”e UVB”, o que é exatamente isso? Qual devo comprar?

Captura de Tela 2015-01-18 às 16.30.23Esses nomes complicados nada mais são do que os nomes da radiação invisível que os raios solares emitem, chamada de radiação ultravioleta, quanto maior o índice, mais cuidados temos que ter.  (Pesquise aqui o índice na sua região)

A radiação UVB tem maior intensidade entre 10 e 15 horas. Produz queimadura solar, sendo a principal responsável pelo câncer de pele.

A radiação UVA atinge a Terra durante todo o dia. Sua ação na pele leva a manchas, envelhecimento e desenvolvimento de câncer de pele.

Existe um video que o clima Tempo produziu muito didático sobre o assunto, clique aqui para assisti-lo.

Muito obrigada Doutora, vou aproveitar muito as férias e tomar bastante cuidado! 

Espero que tenha entendido tudo, segue um desafio com um teste para saber  se já está sabendo de tudo sobre proteçāo solar! Aproveite!

Fontes: Consenso Brasileiro de Fotoproteção / Artigo Jornal de Pediatria 

Pediatra de profissão, mas principalmente de coração. Formada em medicina pela Faculdade Estadual de Medicina de Marília e em Pediatra pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Consultora de Amamentação. ​


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Inscreva-se e receba nossas newsletters!