Trocar: mais divertido que comprar

Verdadeiro ou falso?

  • Seu filho não brinca com todos os brinquedos que possui?
  • Seu filho já enjoou de vários brinquedos que você deu?
  • A sua sensação é que ele tem brinquedos demais?
  • Tem brinquedos que nem você, nem ele se lembra que existe?
  • Seu filho possui diversos brinquedos que não são mais adequados para a sua idade?
  • E mesmo assim ele ainda quer mais?
  • E você continua comprando?

Se você respondeu VERDADEIRO à maioria dessas perguntas, fique tranquilo – você não é o único. Pensando nisso e tentando combater o consumismo exagerado que algumas alternativas bem interessantes vem aparecendo e ganhando força – estou falando de iniciativas como as feiras de brinquedo, dos sites que promovem trocas entre usuários, dos sites que alugam brinquedos por um período de tempo, além de claro a boa e velha doação. Hoje, o destaque são as trocas. 

Trocar é uma maneira de repensar a forma como consumimos, desde o início do processo só pelo fato das crianças serem obrigadas a olhar ao seu redor e escolherem os brinquedos para trocar, elas já começam a aprender sobre desapego, começam a ganhar valores menos materialistas e a refletirem sobre consumismo. Durante a troca elas passam pela socialização, entrosamento e aprendem sobre negociação, além de ganharem um novo brinquedo. Nas trocas as crianças devem ser as protagonistas, com o menor envolvimento possível do adulto.

É interessante também durante a troca estimulá-las a contarem as histórias dos brinquedos, quando foi que ganhou, de quem, onde gostava de brincar, com quem, por que, etc… Esse contexto agrega valor ao brinquedo tornando-o único e especial, diferente de algum novo diretamente de uma prateleira.

Uma idéia de ciclo, de infinito, de reciclagem, de desapego. Valores e tanto a serem passados.

  •  Sites de Trocas

Feira de Trocas

Quintal de Trocas 

  •  Sites de Aluguel de Brinquedos

Joanninha

Clube Do Brinquedo

Aproveitem o mês das crianças para promoverem e participarem de trocas e doações, são várias as feiras que estão rolando por todo o Brasil!

Pediatra de profissão, mas principalmente de coração. Formada em medicina pela Faculdade Estadual de Medicina de Marília e em Pediatra pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Consultora de Amamentação. ​


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Inscreva-se e receba nossas newsletters!